quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Programação CineSesc Agosto/17 - Encontro com o Cinema Alemão


No mês de agosto, o Sesc em Joinville promove a mostra Encontro com o Cinema Alemão. As sessões acontecem nos dias 01, 02, 08, 09, 15, 16, 22, 23, 29 e 31 de agosto, sempre às terças e quartas-feiras, com exceção da última semana, cujas exibições serão na terça e na quinta-feira, às 19h30, no Teatro do Sesc, com entrada franca e sem a necessidade de retirada de ingressos. Todos os filmes serão exibidos em suas versões legendadas.
Convide seus amigos e familiares e prestigie a programação!

Local das exibições: Teatro do Sesc

Entrada franca, sem a necessidade de retirada de ingressos (sujeito à lotação).




01/08 (ter), às 19h30
Todos os outros
De Maren Ade. Drama. 119 min. Classificação: 14 anos.

Sinopse:
 Todos os outros conta a história de Gitti e Chris, um casal com muitas diferenças e idades no início da casa dos trinta, que tenta desfrutar suas férias isolando-se a dois. O casa está na casa de veraneio dos pais de Chris, na Sardenha, para onde foram a fim de fugir dos problemas não resolvidos em sua morada habitual. Dentro da casa tudo é igual ao lar na Alemanha, por isso os dois preferem passar suas horas na piscina, entregando-se a brincadeiras pueris e fugindo de vizinhos inconvenientes – um casal que, longe de todos os outros, mantém os seus rituais. Só não conseguem fugir um do outro.




02/08 (qua), às 19h30
O que permanece
De Hans-Christian Schmid. Drama. 88 min. Classificação: 12 anos.

Sinopse: Um universo familiar aparentemente intacto, um fim de semana prolongado no verão – depois disso, nada mais será como antes. Gunter e Gitte vivem numa luxuosa casa cercada pela natureza e aguardam ansiosos pela visita do seu filho Marko, que virá de Berlim trazendo consigo o neto Zowie. Os filhos se deram bem na vida: Marko parece engatilhar uma carreira como escritor e seu irmão Jakob tem um moderno consultório odontológico na cidade. Aparentemente, tudo está em ordem e garantido – até o momento em que Gitte, que já sofre de depressão há vários anos, comenta estar curada e que deixou de tomar os medicamentos. Os demais vêem nisso uma ameaça aos seus interesses. A fachada da família supostamente intacta cai por terra e a avó desaparece.




08/08 (ter), às 19h30
Yella
De Christian Petzold. Drama. 88 min. Classificação: 14 anos.

Sinopse:
 Yella parte. Ela anseia pelo futuro. Deseja que a existência que tem levado se torne simplesmente uma questão do passado. Durante a viagem, conhece um homem que opera no mercado de capital de risco. Yella dá provas de competência como sua assistente, mas, momentos de sua vida progressa misturam-se a sua nova vida.





09/08 (qua), às 19h30
Bem-vindo à Alemanha
De Yasemin Samdereli. Drama.  95 min. Classificação: 14 anos.

Sinopse:
 Em 1964, Huseyin Yilmaz sai da Turquia e vai para a Alemanha. Mais tarde, traz a esposa e os filhos. Agora, sua neta revela com afeto e humor a histórias da família durante a viagem de férias do clã a seu lugar de origem. Qual é sua verdadeira pátria é a questão que cada um deverá colocar para si mesmo.





15/08 (ter), às 19h30
Sonnenallee
De Leander HauBmann. Drama. 94 min. Classificação: 14 anos.

Sinopse: No filme Alameda do Sol ousou-se fazer uma retrospectiva da Alemanha Oriental (RDA) – não de modo lamurioso, mas claramente nostálgico e bastante exagerado. O filme enfoca os jovens, as canções e as danças proibidas bem como o “grande amor” que transforma tudo.




16/08 (qua), às 19h30
4 dias em Maio
De Achim Von Borries. Drama. 95 min. Classificação: 14 anos.

Sinopse: Alemanha, maio de 1945, quatro dias antes do término da Segunda Guerra Mundial, um pequeno grupo de soldados russos ocupa um orfanato na costa do mar Báltico e tenta se arranjar com os habitantes. Na praia ainda há um grupo de soldados alemães, prestes a fugir para Dinamarca. Ambos os lados estão cansados da batalha – apenas um órfão de 13 anos quer virar herói e tenta provocar um confronto entre os inimigos de guerra. Mas os adjetivos de ‘amigo’ e ‘inimigo’ já deixaram de existir de acordo com a propaganda oficial de guerra. A situação se agrava porque a moralidade e a imoralidade não estão vinculadas à nacionalidade. Um filme sobre a guerra, pouco provável, mas com base em fatos reais.





22/08 (ter), às 19h30
A vida é um canteiro de obras
De Wolfgang Becker. Drama. 118 min. Classificação: 16 anos.

Sinopse: Inverno em Berlim: o jovem operário, Jan Novel, se envolve por engano em um confronto de rua entre manifestantes e policiais, perde o seu emprego e é condenado a pagar uma multa em dinheiro. Seu pai morre e Vera, sua nova namorada, vai com ele ao velório. Jan teme o resultado de um teste de AIDS. Um filme provocante e, às vezes, cômico, sobre a postura de vida de uma nova geração da cidade grande.






23/08 (qua), às 19h30
Berlin is in Germany
De Hannes Stohr. Drama. 90 min. Classificação: 16 anos.

Sinopse: Após um longo período de reclusão, que teve início ainda nos tempos da antiga RNA, Martin é posto em liberdade na nova Berlim unificada. Ele reencontra velhos companheiros e também sua mulher, que vive atualmente com o filho que ele nunca vira antes e um novo namorado. Involuntariamente, ele entra em conflito com a polícia, mas com a ajuda de sua mulher, consegue ser libertado e Martin tem uma nova chance.





29/08 (ter), às 19h30Adeus Lênin!
De Wolfgang Becker. Drama. 120 min. Classificação 14 anos.

Sinopse: Berlim (leste), outono de 1989: a mãe de Alex Kerner entra em coma após sofrer um infarto, razão pela qual a queda do muro lhe passa despercebida. No verão de 1990, ela recobra a consciência, porém o médico adverte que qualquer excitação pode ser-lhe fatal. Alex terá de esconder da mãe a extinção do Estado do SED (Partido Socialista Único). Ele e seus amigos enganam a mulher enferma, fazendo parecer que a RDA ainda existe. A ilusão funciona por um bom tempo, mas chega o momento em que a verdade não poderá mais ser ocultada. Esta inteligente comédia foi o filme alemão de maio sucesso no ano de 2003.





31/08 (seg), às 19h30
Nenhum lugar para ir
De Oskar Roehler. Drama. 100 min. Classificação: 14 anos.

Sinopse: Em Nenhum lugar para ir, Oskar Roehler relata a história de sua mãe — a escritora Gisela Elsner, que se suicidou em 1992 — através da personagem Hanna Flanders, uma escritora que vê sua suposta carreira destruída com a queda do Muro de Berlim. Gisela Elsner tinha se tornado uma figura tão marginal, que passara a ver-se como pária da sociedade cultural. Na verdade, exceto pelo seu furioso romance de estreia, Gisela nunca chegou a ser uma grande escritora. Membro do Partido Comunista Alemão, a escritora bem poderia ter pressentido que o fim da Alemanha Oriental seria também o fim do seu sucesso profissional.










Nenhum comentário:

Postar um comentário